A importância de preservar memórias em livro

Por Marcone Tavella
Guarde em livro momentos inesquecíveis de sua vida

Você já deve ter ouvido alguém dizer que a vida dele valeria um livro. Quem sabe até você, ao narrar um fato inusitado para uma pessoa, tenha concluído o relato dizendo “se contasse tudo o que acontece comigo, daria uma bela biografia”.

Embora seja uma vontade comum, ter um livro sobre si ainda é um projeto executado por poucos aqui no Brasil. Infelizmente, dizer que a vida vale um livro virou um lugar comum, uma expressão que não significa, necessariamente, que a ideia será levada adiante. O que é uma pena.

A nostalgia é o combustível poderoso das relações. Sentamos com nossos parentes para rever fotografias, bebemos com amigos para relembrarmos do período da faculdade, reencontramos na rua ex-colegas de trabalho com quem evoluímos juntos. A memória é o gatilho de emoções preciosas.

Mas eis uma verdade cruel: estas histórias irão se perder com o tempo.

Nossas vidas continuam a acumular vivências que vão nos afastando emocionalmente de períodos importantes do passado e quando tentamos acessar em nossa mente estes momentos, acabamos perdendo partes significativas da história. Quem estava lá? O que falávamos? Em que ano foi mesmo?

Transformar experiências em livro é uma maneira eficaz de preservação da memória pessoal, da família ou da empresa. Trata-se de uma viagem profunda sobre quem somos, o que representamos e o que fizemos com o que a vida nos ofereceu. É a materialização de um legado que permaneceria vivo para sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *