Entrevistando pescadores na Praia da Armação, em 2013, com clique da fotógrafa Betina Humeres

Ao terminar de ler um livro, Marcone Tavella pensa mais sobre os méritos do escritor do que as lições contidas na obra. Os recursos narrativos, as sutilezas dos personagens, a dinâmica por trás dos diálogos, os motivos e a pesquisa sobre o tema. A inquietação surgiu ainda na adolescência, logo nas primeiras leituras, e é mais uma das manias deste contador de histórias.

Jornalista formado na UFSC em 2012, Marcone ganhou experiência nas redações do Notícias do Dia e Diário Catarinense, os dois principais jornais do estado. Escrevendo todos os dias, por três anos intensos, conheceu mais de Florianópolis e região do que poderia imaginar naquele 30 de julho de 2007, quando despediu-se dos pais e da irmã e acomodou na Ilha a bagagem que trazia após 20 anos vividos sob céu esplendoroso do sudoeste goiano, na cidade de Mineiros.

Como profissional de imprensa, percorreu corredores oficiais, entrevistou ídolos e presenciou in loco fatos marcantes da cidade e do Estado, mas nada foi mais realizador para ele do que entrar na casa de pessoas comuns e anônimas para escrever sobre elas.

Deste prazer nasceu a ideia da Construtores de Memórias, uma editora com a missão de dar o devido valor para trajetórias inspiradoras de pessoas que são exemplos em seus empregos e para suas famílias.

O principal trabalho do jornalista é o livro “Minha Vida em Direção ao Mar”, uma biografia em primeira pessoa com passagens marcantes da vida de Ivete Terezinha Volkmer Gemelli, falecida em 20011. Escreveu também em livro as memórias de Edson Telles Zanin, obra que eternizou uma vida e foi compartilhada com os irmãos e amigos.

O jornalista é correspondente do jornal O Estado de S. Paulo em Florianópolis e freelancer, com textos publicados na Revista Versar, do Grupo NSC, Notícias do Dia, do Grupo RIC Record, e Diarinho, jornal de Itajaí e região.

Portfólio